TOGO-EMBLEM
Brasília, DF 12 de agosto de 2022 Criar uma conta Entrar
Logo da Embaixada do Togo no Brasil
Bem vindo Atualidades O Presidente Faure Gnassingbé endurece a luta contra o coronavírus
Atualidades

O Presidente Faure Gnassingbé endurece a luta contra o coronavírus

admin228 - 2 de abril de 2020
O Presidente Faure Gnassingbé endurece a luta contra o coronavírus

DISCURSO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Togolesas e Togoleses

Meus queridos compatriotas,

Estou me dirigindo a vocês em um contexto muito particular, onde o mundo está enfrentando uma crise de saúde sem precedente causada pelo coronavírus. A pandemia não poupa nenhum continente, nenhum país. Enquanto falo, o mundo tem mais de 40.000 mortos e quase um milhão de pessoas infectadas. Apesar das medidas tomadas aqui e ali, o número de casos confirmados de Covid 19 continua a aumentar, a pandemia continua seu curso louco e devastador, perturbando todas as certezas. E tudo parece que a batalha para pôr fim à pandemia está apenas começando.

Nosso país também é afetado pela pandemia de coronavírus. Até o momento, identificamos 36 casos de contaminação confirmada, 24 dos quais estão em tratamento e 10 são curados. Infelizmente, essa doença tirou a vida de dois de nossos compatriotas. Saúdo aqui a memória dos desaparecidos e ofereço às suas famílias, amigos e colegas as condolências de todo o povo togolês.

A situação é obviamente preocupante diante de um vírus particularmente perigoso. Eu entendo que isso dá origem a medos e ansiedades. Mas eu gostaria de garantir que esta batalha travaremos e venceremos juntos.

Antes do primeiro caso ocorrer no Togo, já tínhamos apreendido o problema e constituído um comitê de crise que eu pessoalmente presido e que se reúne regularmente para avaliar a situação e tomar as decisões necessárias. Além disso, estabeleci por decreto uma Coordenação Nacional para a gestão da resposta ao COVID-19. É responsável por garantir a coordenação interministerial da implementação das decisões do governo. É o nível intermediário entre o Comitê Estratégico e as várias forças envolvidas na resposta no nível do município.

Assim que o primeiro caso confirmado, tomamos medidas preventivas e restrições para limitar a propagação do coronavírus em nosso país e proteger nossas populações:

Suspensão de vôos internacionais de países de alto risco, fechamento de fronteiras, escolas, universidades e locais de culto, proibição de reuniões, requisição de estabelecimentos hoteleiros para acolher casos suspeitos, fechamento de determinadas cidades do país…

 

As unidades de saúde são identificadas em todo o território para acomodar pessoas com teste positivo para Coronavírus. Eu instruí o governo a fortalecer os meios dessas estruturas para lidar com a situação.

Recebemos equipamentos de proteção e testes de triagem de acordo com os padrões da Organização Mundial da Saúde para aumentar nossa capacidade operacional em Lomé e no interior do país. Qualquer pessoa com sintomas de Coronavírus pode ser rastreada de forma completamente confidencial, rápida e acima de tudo gratuita.

Togoleses e togoleses,

Você certamente apreciou a extensão do infortúnio que está atingindo nossos países. No Togo, é nosso dever tomar todas as medidas para desacelerar, controlar e pôr fim à transmissão deste flagelo. Não economizaremos de forma alguma. Este é o significado a ser dado a todas as ações que realizamos desde então. E é nesse espírito que criamos um Colégio Científico, cuja missão é esclarecer-nos os melhores arranjos a serem implementados e os protocolos a serem usados ​​para tratar os doentes.

Meus queridos compatriotas,

Diante da pandemia, nossa estratégia é intensificar a vigilância e os testes de laboratório, para que os portadores do vírus possam ser rapidamente identificados e gerenciados adequadamente, a fim de quebrar a cadeia de transmissão. Para aumentar o número de exames, fortaleceremos o sistema, por um lado, com a aquisição de testes rápidos, e, por outro lado, com laboratórios móveis no país.

O governo também tomou todas as medidas para fornecer aos profissionais de saúde que estão na frente equipamentos de proteção para evitar que sejam contaminados. E isso será feito continuamente ao longo da batalha que estamos travando juntos contra o vírus.

Aqui eu gostaria de prestar homenagem aos cuidadores pelos sacrifícios e dedicação que eles mostram nesses tempos difíceis. Entendo que houve momentos de dúvida e frustração no início desta crise. Mas gostaria de tranquilizá-los de que todas as providências foram tomadas para apoiá-los em sua delicada missão.

Togoleses e togoleses,

Meus queridos compatriotas,

A pandemia de coronavírus nos impõe desafios excepcionais, imensos sacrifícios. Ele exige novas medidas e medidas corajosas para proteger nossas populações valentes.

 

Assim, para ir mais rápido e além na tomada de decisões, o governo solicitou e obteve, em conformidade com o disposto no artigo 86 da Constituição, uma autorização da Assembléia Nacional por um período de seis ( 06) meses para poder tomar, mediante receita médica, todas as medidas necessárias para combater a pandemia do COVID-19 e seus efeitos.

Diante da gravidade da situação e de acordo com as disposições constitucionais, declaro estado de emergência sanitária no Togo por um período de três meses.

Esta disposição de nossa Constituição, nunca implementada na história recente de nossa nação, é prova da seriedade da situação que enfrentamos. O estado de emergência nos permitirá adotar medidas excepcionais de saúde e de resposta geral da polícia impostas pelas circunstâncias atuais.

Um recolher obrigatório será implementado a partir de 2 de abril de 2020, até novo aviso entre 20h e 06h. Para esse fim, dei instruções ao governo para reajustar o horário de trabalho, para que durem entre 9h e 16h. Cada setor de atividade poderá se organizar nesse segmento.

As restrições de movimentação e reagrupamento que resultarão do estado de emergência visam conter a epidemia para melhor contê-la.

Uma força especial antipandêmica composta por 5.000 homens também é criada por decreto, que será responsável por garantir o cumprimento das decisões tomadas no contexto da luta contra a Covid-19. Será uma força mista composta pelas forças de defesa e segurança no modelo já conhecido da FOSEP.

Sei que posso contar com nosso senso coletivo de boa cidadania para aplicar todas as medidas tomadas que nos permitirão vencer a batalha contra esse inimigo invisível.

Nenhum desvio ou falha será tolerado. Dependendo da evolução da situação, outros arranjos podem ser feitos. É sobre travar uma batalha real, uma guerra contra o coronavírus. Nós venceremos esta batalha. Não temos outra escolha. Mas, para vencê-lo, devemos respeitar as medidas tomadas e mostrar grande disciplina coletiva.

Togoleses e togoleses, meus queridos compatriotas,

Nosso país tem uma história especial. Viemos de muito longe e é juntos que enfrentaremos esta crise.

Em 2005, após anos de crise política e econômica, a pobreza alcançou um nível alto em nosso país. São nossos esforços coletivos que nos permitiram reduzir significativamente esse número. Desde 2005, nossos sucessos comuns se materializaram por uma taxa de crescimento anual médio de mais de 5% nos permitiram tirar centenas de milhares de togoleses da precariedade e reduzir a taxa de pobreza em quase 10 pontos.

É o compromisso e a determinação de todos, desde o vendedor de alimentos, o motorista de táxi, a garçonete de um restaurante, até o do professor, do funcionário público, do gerente empresa, agricultor ou empresário que nos permitiu subir a ladeira e ver hoje a promessa de um Togo melhor.

A pandemia de Covid 19, que temos que enfrentar hoje, é um desafio à saúde, mas além disso, ela ameaça comprometer nossos ganhos econômicos e sociais e trazer muitos de nossos concidadãos de volta à pobreza.

Para conter a propagação da pandemia e superá-la, tomamos e tomaremos medidas excepcionais, às vezes drásticas, que afetarão a vida de cada um de nós, especialmente daqueles que são mais vulneráveis.

Corremos o risco de voltar o relógio, do ressurgimento da pobreza extrema, mas acredito que, mais do que nunca, juntos assumiremos o controle.

As rígidas regras de viagem e montagem que deverão ser impostas em certas localidades impedirão muitos de nós de realizar atividades de geração de renda que nos permitam alimentar nossas famílias.

Quero dizer a eles que a comunidade nacional estará lá para apoiá-los e ajudá-los a lidar, para que juntos possamos vencer a luta contra o Covid-19.

Por isso, lançaremos nos próximos dias um programa de transferências monetárias para ajudar nossos concidadãos que serão os mais afetados pela crise e pelas medidas anunciadas.

Também vamos disponibilizar as quotas sociais de água e eletricidade gratuitas por três meses.

Queremos afirmar que, diante dessa provação, a solidariedade nacional estará presente para ajudar os mais necessitados, os mais fracos e os mais desfavorecidos.

Nenhum togolês será deixado para trás nesta batalha que estamos lutando juntos.

Por isso, pedi ao governo que estudasse todas as possibilidades que pudessem nos permitir preservar melhor a atividade econômica das conseqüências da crise. Tomaremos, em conjunto com as instituições da União Econômica e Monetária da África Ocidental, medidas para apoiar as empresas, em particular as PME / PMEs afetadas pelas conseqüências da pandemia. Será dada especial atenção à situação de nossos jovens empreendedores que acabaram de lançar suas atividades, e isso de forma corajosa.

Esta crise não deve nos fazer perder de vista os objetivos estabelecidos pelo Plano Nacional de Desenvolvimento. É por isso que estamos implementando medidas de apoio específicas para apoiar a produção agrícola e garantir a auto-suficiência alimentar em nosso país.

Também estão em andamento discussões com o setor privado, com o objetivo de adotar medidas de apoio ao consumo, produção e proteção ao emprego.

Eu já pedi ao governo que estudasse a situação tributária das empresas caso a caso, particularmente aquelas que estão mais expostas às conseqüências da crise.

Para financiar todas essas medidas socioeconômicas, estou anunciando a criação de um Fundo Nacional de Solidariedade e a recuperação econômica de 400 bilhões de francos CFA. Este fundo será alimentado pela contribuição do governo, mobilizações com parceiros internacionais, setor privado nacional e internacional e toda a boa vontade.

Meus queridos compatriotas,

Nos últimos dias, pude mais uma vez apreciar a competência e determinação do povo togolês em torno de uma causa nacional. Permitam-me saudar essas mulheres e homens, médicos, cientistas, jornalistas, atores políticos e da sociedade civil, deputados, representantes eleitos locais, autoridades tradicionais, artistas, forças de defesa e segurança, religiosos que trabalham incansavelmente em nosso país meio vitorioso neste teste.

Convido toda a população a respeitar rigorosamente as providências tomadas em seu interesse. Cada cidadão deve garantir o cumprimento das medidas anunciadas pelo governo em sua família e em seu ambiente profissional.

Apelo à responsabilidade das pessoas com sintomas desta doença, para que tomem medidas de quarentena por conta própria e entrem em contato com as autoridades de saúde para tratamento.

Convido a polícia a garantir, no âmbito da lei, a segurança de pessoas e bens em todo o país.

Agradeço aos parceiros do Togo por seus apoios e acompanhamentos neste teste comum. Expresso minha admiração por toda a boa vontade que se mobiliza espontaneamente ao lado do governo para ajudar os mais afetados pelas conseqüências da pandemia.

 

Continuaremos atentos às propostas construtivas destinadas a permitir que o Togo vença essa luta contra o Coronavírus.

Mais do que nunca, devemos adotar gestos de barreira e comportamentos de higiene e prevenção.

- lave as mãos regularmente com água e sabão ou com gel hidroalcoólico, - evite o contato físico o máximo possível, - tosse no cotovelo. - disque 111 se precisar de assistência ou informações credíveis, - limite nossas viagens ao mínimo absoluto e mantenha as distâncias corretas para interromper a cadeia de transmissão de vírus.

Venceremos essa batalha, como outros países, sendo disciplinados e responsáveis.

Togoleses e togoleses,

Diante deste inimigo, não temos escolha a não ser combatê-lo. Nós devemos nos levantar contra o coronavírus, porque nossa salvação depende disso. Nossa força está em antecipar e tomar decisões, ações e medidas enérgicas para conter a propagação da pandemia.

Acredito firmemente que venceremos essa luta o mais rápido possível se destacarmos a grande maturidade que nos caracteriza e que sempre demonstramos. A dignidade, disciplina e coragem demonstradas são as marcas indiscutíveis de nosso país, uma nação determinada e pronta para enfrentar os grandes desafios de um futuro de prosperidade e progresso.

Que Deus proteja e abençoe o Togo.

Obrigado.


Compartilhar:
  E-mail